Matérias

BH registra primeira morte por febre amarela

Homem deu entrada no hospital na semana passada e faleceu no dia seguinte

Redação Sou BH - 16/01/18 as 14:22 - Atualizado em 22/01/18 as 18:06

f

Um homem de 53 anos foi a primeira vítima da febre amarela no município de Belo Horizonte. De acordo com a nota emitida pela Prefeitura sobre o caso na tarde desta terça-feira (16), o óbito ocorreu no dia 11 de janeiro, última quinta-feira.

Ainda segundo a nota, a transmissão da doença não ocorreu em Belo Horizonte. A vítima, que era residente na Região do Barreiro, estava em situação de baixa imunidade e não tinha registro de vacina. A morte ocorreu no Hospital Júlia Kubistschek e ainda não se sabe qual foi o vetor, se foi o mosquito-palha (silvestre) ou o Aedes aegypti (urbana).

As ações da PBH frente ao fato foram detalhadas na nota:

    A SMSA recebeu a notificação de suspeita no dia 10/01/2018 e imediatamente executou ações de zoonose e intensificação vacinal: 

    1)    Vistorias detalhadas para retirada de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença em 520 imóveis próximo a residência do morador de Belo Horizonte que faleceu por febre amarela;

    2)    Informação a moradores da região sobre a necessidade de imunização e aplicação de inseticida contra o vetor;

   A SMSA alerta sobre a necessidade da vacinação principalmente para aqueles que vão viajar para áreas sítios, chácaras e região de matas silvestres. A imunização deve ser feita 10 dias antes da viagem para esses locais. Uma única dose é suficiente para garantir proteção para a toda a vida. 

   Os 152 centros de saúde de Belo Horizonte estão abastecidos com a vacina contra a febre amarela. Para facilitar o acesso da população, todos os centros de saúde vão abrir neste sábado (20/01/2018) de 8h as 17h.

Outras Matérias