Matérias

Pesquisa aponta que 67% dos belo-horizontinos são contra a venda de animais no Mercado Central

Em parceria com a Opinion Box, o Sou BH questionou moradores da capital com idade acima de 16 anos

Redação Sou BH - 25/07/17 as 09:53 - Atualizado em 26/07/17 as 11:21

Opinion Box

A polêmica sobre a venda de animais no Mercado Central foi reacendida nas redes sociais, nesta última semana. Após a suspensão da decisão judicial que proibia a comercialização de bichos de estimação no local, um usuário do Facebook criou um evento convidando as pessoas a se manifestarem contra essa prática. A iniciativa, que já alcançou quase 4 mil pessoas, acabou gerando uma grande repercussão entre os belo-horizontinos e o debate sobre a retirada à força dos animais do Mercado.

Com o objetivo de aprofundar essa discussão e conhecer a opinião dos moradores da capital sobre o assunto, o Sou BH, em parceria com a Opinion Box, fez a seguinte pergunta aos belo-horizontinos: “Você é a favor ou contra a venda de animais no Mercado Central de Belo Horizonte”?

Em uma pesquisa online realizada nos dias 18 e 19 de julho, a Opinion Box questionou 400 pessoas de BH. Entre homens e mulheres com idades acima de 16 anos e de todas as classes sociais, o estudo apontou que 67% dos belo-horizontinos se posicionou contra a venda de animais no Mercado Central, enquanto 33% foram a favor.

Proibição e retomada das vendas

Em novembro do ano passado, o Ministério Público de Minas Gerais (MP) moveu uma ação contra o Mercado e 26 comerciantes do local. O processo foi iniciado a partir de denúncias de maus-tratos e péssimas condições sanitárias. O MP determinou que a Prefeitura acompanhasse a execução da liminar e que os lojistas parassem imediatamente com as vendas.

No mesmo mês, após sete comerciantes entrarem com recurso, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) suspendeu a proibição e a venda de animais voltou a ocorrer no Mercado. Com o processo ainda correndo, o MP pode recorrer da decisão.

Opinion Box

A empresa é uma plataforma de coleta de dados, democratizando a pesquisa de mercado e desenvolvendo soluções inteligentes e digitais. Com segurança e credibilidade, os estudos são simples e eficientes.

Outras Matérias