Matérias

'O clássico em livro': Rivalidade entre Cruzeiro e Galo vira obra literária

Jornalistas abordam estatísticas dos clássicos mineiros, nas quais, por incrível que pareça, os clubes também divergem

Redação Sou BH - 16/01/18 as 12:23 - Atualizado em 16/01/18 as 12:55


Foto: Wallace Graciano

A máxima que diz que futebol não se discute não é levada a sério por aqui, na terra das alterosas. Os dois principais times de Minas Gerais Atlético e Cruzeiro divergem em muitas coisas, inclusive nas mais improváveis, nas quais teoricamente a matemática e os registros históricos falariam mais alto. É disso que trata o livro “Atlético x Cruzeiro – o clássico em livro”, escrito pelos jornalistas Wallace Graciano e Alexandre Simões.

A obra, que está em processo de arrecadação de fundos por meio de financiamento coletivo pelo Catarse, vai discutir através de uma vasta pesquisa as estatísticas nas quais as divergências entre o Galo e a Raposa se apresentam: o alvinegro afirma que foram 501 clássicos, enquanto o time celeste considera 484. De onde vem essa diferença?

A proposta de Graciano e Alexandre Simões, muito mais do que chegar a um denominador comum, é contar como os times chegaram a esses números e apresentar os critérios e o histórico por trás de cada jogo.

“É um livro que, muito além de rivalidade, prima pelo futebol, pela história do esporte, que foi a força motriz que nos levou à pesquisa”, conta Graciano. Simões já tem uma vasta experiência na área, tendo escrito livros sobre ambos os times.

Quem contribuir para a publicação do livro, cuja campanha vai até o dia 10 de março, além de garantir seu exemplar, pode escolher entre diversas modalidades de recompensas, que começam a partir de R$ 10 e vão até onde a vontade de contribuir deixar. Entre essas gratificações, está uma planilha digital, onde o usuário confere todos os clássicos listados, com datas, resultados, locais, além de informações complementares.

“Já existem diversas publicações sobre a história dos times isolados, mas a rivalidade é algo tão interessante que merece ser contada e explorada”, afirma Graciano, que também conta que este será o primeiro de uma série de três livros com a temática.

Clique para contribuir com a publicação

Outras Matérias