Matérias

Vai viajar no feriadão? Veja dicas para passear com crianças na maior tranquilidade!

Atente-se para cuidados com alimentação, hidratação e, claro, a diversão dos pequenos

Redação Sou BH - 10/10/18 as 15:15 - Atualizado em 11/10/18 as 12:36

Léo Vianna Fotografias
Foto: Léo Vianna Fotografias

De carro ou avião, viajar com crianças é sempre divertido. Mas se a aventura pode ser desgastante e tediosa até para adultos, imagine para os pequenos. Pensando nisso, o Sou BH e a BH Airport separaram dicas importantes para tornar o passeio agradável a todos.

O ditado “segurança em primeiro lugar” deve ser levado a sério no quesito viagem, especialmente com crianças a bordo. Em veículos, elas devem estar protegidas o tempo todo, sem desculpas ou exceções. O bebê conforto, a cadeirinha ou e/ou cinto de segurança precisam estar de acordo com idade, peso e altura do passageiro, seguindo à risca as regras do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Nos aviões, um carrinho de bebê pode ser transportado gratuitamente e levado na cabine de passageiros, ou no compartimento de bagagem, dependendo das dimensões. Portanto, é necessário verificar antes do voo a compatibilidade da aeronave. Conforme a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), crianças de até dois anos podem viajar no colo de um adulto. Para as demais, mas há a possibilidade (a ser confirmada com a companhia aérea) de ocuparem uma cadeira de segurança.

Para evitar indisposições e manter a saúde em dia, a pediatra e professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Priscila Menezes Ferri Liu sugere a prevenção. Um kit de remédios para sintomas que podem aparecer – previamente receitados conforme orientação médica – é um bom investimento. Medicamentos para incômodos intestinais, enjoos, e sinais de gripes e resfriados geralmente integram a lista.

A hidratação também merece cuidado, levando em conta que os pequenos têm uma necessidade diferente de ingestão de líquidos. “Quanto mais nova a criança, maior a demanda. Às vezes os pais não estão com sede e acabam não oferecendo água ao filho. Mas é bom manter as bebidas que ele tem costume de consumir sempre à disposição”, aconselha a médica.

Falando em hábito, a alimentação também não deve ser muito diferente do que a família está acostumada. Modere nas comidas pesadas das paradas de estrada, ou lanches muito gordurosos no aeroporto. Prefira, por exemplo, frutas (higienizadas) e sanduíches naturais acondicionados em bolsas térmicas.

A escolha das roupas é outro ponto importante. Precisam ser leves, confortáveis, e nada de sapato apertado! “No carro, abrigue-se do sol e passe protetor solar, mesmo de janela fechada. Além disso, não se esqueça de parar a cada duas ou três horas, em locais com boa infraestrutura para crianças”, orienta Priscila.

Para quem vai viajar de avião, uma dica para acabar com o incômodo nos ouvidinhos devido à diferença de pressão, é amamentar o bebê na decolagem e aterrissagem. Também podem funcionar a mamadeira ou chupeta. Para os maiores, incluindo os adultos, vale comer, mastigar algo ou até bocejar.

Pro tempo passar rápido

Levar brinquedos ou objetos de distração podem acalmar as crianças mais ansiosas e fazer a viagem ficar mais tranquila. Um aliado nessa tarefa pode estar no próprio aeroporto, os espaços kids.

No Aeroporto Internacional de BH, por exemplo, há painéis em formato de nuvens para jogos da memória e da velha, e TV com programação infantil. No térreo, o destaque é o Kids Jet, espaço gratuito com três aviões, um deles com seis metros de comprimento, que simula o interior de um avião de verdade. Neste Dia das Crianças, a BH Airport elaborou uma programação especial, até o dia 14 (domingo). Na Praça dos Brinquedos, haverá interações entre crianças e adultos, com uma série de atividades para deixar a espera pelo voo mais divertida.

Confira a programação completa do mês das crianças aqui.

Outras Matérias