SouBH Notícias

BH lança candidatura ao prêmio Cidade Criativa da Gastronomia da UNESCO

A prefeitura quer valorizar os produtos locais e fortalecer o setor de turismo

Redação Sou BH - 11/10/18 as 12:33 - Atualizado em 13/10/18 as 18:49

praça da estação
Foto: Arquivo/PBH

A gastronomia está entre as principais motivações para os turistas escolherem o destino que vão visitar, de acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT). Com isso em foco, a prefeitura e a Belotur vão lançar a candidatura de BH ao prêmio Cidade Criativa da Gastronomia pela UNESCO em 2019. Essa iniciativa busca colocar a gastronomia da cidade como fator de competitividade entre os destinos turísticos nacionais e internacionais.

O lançamento da candidatura será no dia 16 de outubro e dará destaque às ações do Programa Municipal de Turismo Gastronômico, que tem o objetivo de valorizar a culinária da capital. Essas ações serão elaboradas pela Belotur com o apoio técnico da Comissão de Gastronomia do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e da Frente da Gastronomia Mineira.

Todo o processo será feito em parceria com órgãos, entidades, empresas e universidades para que os frutos desse intercâmbio de conhecimento possam se refletir na prática das atividades turísticas em Belo Horizonte e consequentemente na candidatura.

Troca de experiências

A PBH pretende ainda trocar experiências no Encontro Cidades Criativas: Turismo e Gastronomia,  um evento especial que vai acontecer no auditório JK da prefeitura na próxima semana e abordará outros lugares que já conquistaram o prêmio. O objetivo é implementar projetos importantes como esses na cidade. Um dos cases de sucesso é do Peru, país que ganhou seis vezes consecutivas o World Travel Awards na categoria Melhor Destino Gastronômico do Mundo. Além de Florianópolis (SC), Paraty (RJ) e Belém (PA), que já são Cidades Criativas da Gastronomia pela UNESCO no Brasil.

A ideia é trocar experiências sobre práticas que fizeram da criatividade um componente essencial do desenvolvimento urbano, por meio de parcerias entre os setores público e privado e a sociedade civil.

Outras Matérias